Anualmente comemorado em 6 de janeiro, o Dia de Reis é uma data comemorativa ligada às tradições cristãs. Acredita-se que ela representa um importante momento da trajetória de Jesus.

A celebração, predominantemente católica, ocorre com o intuito de relembrar a noite na qual Cristo recebeu a visita e a veneração de três reis do oriente que lhe trouxeram presentes. As histórias contam que os homens, andando a cavalo pelo deserto à noite, de repente avistaram uma estrela cadente muito distinta, que lhes chamou a atenção. Curiosos com o ocorrido, eles logo caminharam em direção ao lugar por onde o brilho pareceu descer. Lá chegando, se depararam com a virgem Maria, sua família e seu recém-nascido. A ideia de presentear o bebê teria vindo do deslumbramento que obtiveram ao ver tamanha luz no céu.

No Brasil, as maneiras de comemorar este momento do calendário religioso são variadas e, geralmente, estão ligadas às raízes culturais adquiridas pela colonização portuguesa. Por conta disso, em algumas regiões são confeccionados pratos típicos e acontece a tradicionalíssima Folia de Reis, que são festivais organizados no espaço público por companhias de música e teatro. As representações ocorridas nestes festejos são bastante ricas em detalhes e esbanjam beleza.

Para muitas pessoas se tornou convencional retirar as ávores e os enfeites do Natal neste período, pois ele acabou ficando instituído como um evento que finaliza as festividades de fim de ano. Outros costumes indicam a necessidade de se realizar neste dia uma boa-ação com as crianças, seja por atitudes coletivas ou pela simples distribuição de pequenas lembrancinhas, como uma forma de fazer uma referência aos seus primórdios e rememorando a importância fundamental do Messias.

Portanto, este acontecimento acaba sendo uma maneira de ressaltar valores trazidos pelo amor cristão, que são completamente ligados ao perdão e à extrema compaixão perante a falha alheia.